Irmão Maior do Leblon

Em meados de agosto, o Chico (Francisco Saraiva) me enviou um e-mail com sua programação para setembro. Dentre as bem atrativas atividades que ele programou (eu e Vini estaremos presentes na maioria), estava o Irmão Maior do Leblon. Na mesma hora me empolguei, pois a Carlinha já tinha feito a caminhada e nos colocado “água na boca” com a sugestão (…) falei com o Vini e não tivemos dúvidas: respondemos o e-mail topando!!! Domingo pela manhã (26/08/2012), nos encontramos na entrada da Comunidade do Vidigal: eu, Vini, Chico e Roberto Muylaert. O Roberto tinha apresentado a ideia da caminhada e o Chico a comprou, mas tudo que sabíamos sobre a … Leia mais →


Viagem à Áustria

Pela segunda vez visitei a terra do Gerd, no verão. Bem mais amigável o clima nessa época. No Tirol, a cidade natal dele, Matrei, com 5.000 habitantes, já está a 1000m de altitude. Durante o dia é quente, pode chegar a 36 graus, mas à noite sempre faz aquele friozinho, podendo cair até cinco graus! Mas antes de chegar à Áustria passamos por Roma. Foram quatro dias de caminhada urbana alucinada! Tanta coisa para ver!!! Uma cidade também maravilhosa! Muita história, beleza, museus, parques, praças. Ah! E a comida! Massas, pizza, vinho… Uma delícia. Fizemos depois uma escala em Munique pra tomar uma cervejinha, já que precisávamos relaxar da tão … Leia mais →


Boletim Abril e Maio de 2012

EDITORIAL A Montanha Brasileira em 2012 O ano de 2012 talvez venha a ser marcante na história do montanhismo nacional. Talvez pelo centenário da conquista do Dedo de Deus, também comemorado pela maior parte dos montanhistas brasileiros (exceto os paranaenses?) como o centenário do nosso  montanhismo. Entretanto, acredito que o que tem a maior chance de tornar este um ano histórico será a realização da 1ª Semana Brasileira de Montanhismo. Penso que, a exemplo do que representou a Semana Brasileira de Arte Moderna para as belas artes e literatura nacionais, esta Semana de Montanhismo venha a ser o marco de uma  mudança, um ponto de inflexão, tomada de novos rumos … Leia mais →


Invasão Feminina em 2012: o espírito do tempo

Por diversas razões tenho andado longe do Guanabara, mas para mim, quando chega a Invasão Feminina é hora de juntar a mulherada e seguir para a pedra. E assim fizemos. Esse ano a Invasão foi em um lindo domingo, 11 de março.  E para o Guanabara, creio que foi um momento especial para mulheres e homens. Apesar de ser bem frequentado e representado na ala feminina, teve um tempo que o mulherio guanabarino não andava mais coladinho na rocha, o que de certa forma refletia o montanhismo como um todo. E também, de um modo geral, a forte presença masculina é uma das características do nosso esporte. Porém já podemos … Leia mais →


Biri4 na Montanha – 2ª Edição – Parque Nacional de Itatiaia

Na sexta-feira (30/03) colocamos o pé na estrada (BR-116) rumo ao Parque Nacional de Itatiaia. A trupe estava completa: Eu, Juliana, Samantha e Thaís. Tínhamos resolvido passar a noite em Resende e seguir para o Parque na manhã de sábado. Para tanto, e dentro do nosso limite orçamentário, buscamos um hotel na internet e fizemos a reserva. Chegando lá descobrimos o motivo do preço “em conta” para o nosso pouso de uma noite: o hotel era cinco estrelas!!! O número mínimo de estrelas que dava para contar através do buraco na parede em nosso quarto (rs). Nos dividimos em duas duplas e fomos buscar os aposentos que salvavam. A busca … Leia mais →


Pai, eu quero fazer a Travessia!!

  “Pai, eu quero fazer a Travessia!!” No início de abril comecei a escutar muito o Gabriel falar esta frase; para falar a verdade não liguei muito. Pensei: “Vai passar. Ele não tem ideia do que é uma travessia Petrô-Terê.” Então, na semana seguinte começou novamente: “ Pai, eu quero fazer a Travessia!” -“ Pô Gabriel! A parada é violenta. São dois dias de caminhada puxada. Não temos material para nós dois!!” Mais alguns dias, o Gabriel começa a aparecer com umas luvas velhas, gorro, um cantil que ganhou do Padrinho quando tinha 6 anos e uma segunda pele que dei para ele quando foi para Bariloche, anos atrás e … Leia mais →


Cachoeira Véu da noiva – PNSO

Rapel no Véu A ideia do rapel era antiga. Há muito tempo atrás vi uma foto de uma mulher num rapel na cachoeira e nunca mais esqueci. Fiquei fascinada. Que sensação maravilhosa deveria ser descer uma cachoeira no meio das águas… (nessa época nem sonhava em fazer rapel). Aconteceu! Num papo informal com o Luiz Alberto, numa quinta-feira na sede, pensávamos numa atividade para o fim de semana, e o LA comentou que o ideal seria algo refrescante em que pudéssemos fugir um pouco do calor. Surgiu então ideia do rapel na cachoeira. Prancheta aberta! Sábado seguinte às 07h na Praça da Bandeira, nos encontramos: os guias LA e Eliel, … Leia mais →